As competências do arquiteto e urbanista são bastante diversificadas, incluindo habilidades técnicas, amplo repertório teórico e um senso estético apurado. Essas exigências são fruto do caráter multidisciplinar e multiprofissional da área.

De um pequeno cômodo até uma cidade inteira, o profissional é responsável por conceber os modelos estéticos e estruturais que compõe o ambiente. É uma profissão favorecida pelas altas no ramo imobiliário, momentos de crescimento econômico e investimentos em infraestrutura.

Para realizar projetos bem-sucedidos, portanto, o profissional deve considerar técnica, estética e funcionalidade. Quer descobrir como o arquiteto e urbanista consegue realizar essa façanha? Conheça, a seguir, as 5 competências essenciais desse profissional!

arquiteto urbanista.jpg

1. Uso de tecnologias

As tarefas necessárias para desenvolver um projeto não mudaram muito, mas as tecnologias empregadas no desenho técnico estão muito mais ágeis, versáteis e completas. Antes, empregavam-se instrumentos técnicos como nanquim, régua paralela e prancheta. Atualmente, tudo é feito em softwares de desenho técnico.

Programas de CAD (Desenho Assistido por Computador), modelagem 2D e 3D são os principais aliados do profissional na criação de projetos atualmente. Essas tecnologias revolucionaram a área, facilitando a visualização de ideias e diminuindo o tempo de criação. Alguns exemplos são o clássico AutoCAD, Revit, SketchUp, entre outros.

Outra vantagem é que os softwares já fazem boa parte dos cálculos e preveem possíveis falhas no projeto. Por outro lado, agora o profissional deve dominar o uso desses programas, assim como compreender seus usos e limitações.

2. Conhecimento técnico

Os softwares ajudam muito no dia a dia do arquiteto e urbanista, mas isso não quer dizer que os programas vão fazer o trabalho por ele. O profissional deve ter uma sólida formação técnica, incluindo conhecimentos sobre estruturas, materiais e a interação entre eles.

Também deve ser capaz de planejar ambientes considerando sistemas elétricos e hidráulicos, impactos ambientais da construção e sua funcionalidade. Mantendo-se, ainda, dentro das normas de segurança e outras exigências legais.

Combinar todos estes fatores de modo adequado requisita raciocínio lógico bem desenvolvido. É preciso destreza na aplicação de cálculos e fórmulas físico-químicas e habilidade para realizar planejamentos estratégicos e detalhados.

3. Senso estético 

Os arquitetos e urbanistas são requisitados pela sua capacidade de concretizar ideais. Eles vão além da técnica e imprimem um estilo próprio, cheio de história e influências nos projetos que realizam. Para isso, precisam de um senso estético bem desenvolvido, uma competência que vai além de considerar a simples beleza.

A estética envolve estilos que devem condizer com os propósitos da construção e não pode influenciar negativamente na funcionalidade ou sustentabilidade do projeto. Nas restaurações, é fundamental respeitar o contexto histórico e cultural da obra.

Também, exige inovação no uso de novos materiais, técnicas e no desenvolvimento de um estilo original. É preciso ter um amplo repertório de influências, mas sabendo utilizá-lo como inspiração para criações inéditas.

4.Trabalho multidisciplinar

Trabalhar em equipe e mesclar conhecimentos de diferentes áreas é outra habilidade imprescindível ao profissional de Arquitetura e Urbanismo. Afinal, ele atua majoritariamente em equipes multiprofissionais, ao lado de engenheiros civis e designers, principalmente.

Sendo muito importante saber comunicar-se de modo claro com clientes e assertivo com colegas. Além disso, a carreira em si é diversificada. O arquiteto e urbanista estuda tanto disciplinas exatas quanto humanas e ambas são igualmente relevantes em seu trabalho.

5.Planejamento

Uma última, e das mais importantes, competência do arquiteto e urbanista é a capacidade de planejamento. Primeiro, em relação ao projeto em si, o profissional deve elaborar esquemas detalhados e ter uma visão clara de como o resultado final será.

Pode parecer simples, mas inclui todo o projeto arquitetônico que deve estar de acordo com o desejo do cliente e obedecer a requisitos técnicos. Envolve o planejamento de todos dos sistemas elétrico e hidráulico, da temperatura e iluminação do ambiente. Prezando, ainda, pela segurança, funcionalidade e sustentabilidade do projeto.

E tem mais. O arquiteto e urbanista deve prever possíveis problemas e estar sempre preparado para imprevistos. Atua com prazos, limites orçamentários e exigências tanto comerciais quanto legislativas. Criatividade é fundamental para conseguir manejar todos esses fatores.

Pronto para desenvolver suas competências na área? Então venha fazer e melhor faculdade de Arquitetura em Palmas (Tocantins) na FACTO! Faça o download do e-book completo sobre o curso para tirar todas as suas dúvidas sobre o curso e a carreira em Arquitetura e Urbanismo!

INSCREVA-SE AGORA!

Leia também: Hora da verdade: você sabe mesmo qual faculdade quer fazer?

Alessandra Melo

Escrito por Alessandra Melo

Posts Recentes